Hugo Miguel Ciríaco Lopes nasceu em Matosinhos, em 1979. Licenciou-se em Ciências do Desporto e Educação Física, tendo leccionado na área entre 1999 e 2008. A paixão pelo Jazz e pelo saxofone resultou numa mudança profissional profunda, dando os primeiros passos de aprendizagem com Rui Fernandes.
Um ano depois conhece Mário Santos e com ele estuda 3 anos. Surge nesta altura a oportunidade de concorrer ao ensino superior, na E.S.M.A.E.-I.P.P. (Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo – Instituto Politécnico do Porto), ingressando no curso de Saxofone/Jazz. Durante o curso teve aulas com Mário Santos, José Pedro Coelho, Nuno Ferreira, Carlos Azevedo, Pedro Guedes, Paulo Perfeito, Michael Lauren, António Augusto Aguiar e Abe Rabade, entre outros.
Participou também em vários workshops, tendo tido especial contato com músicos de renome como Chris Cheek, Ralph Alessi, Tony Malaby, Andy Milne, Drew Grass, Mark Ferber, Lars Dietrich, Samir Zarif, John Escreet, Zack Lober, Greg Ritchie, David Liebman, Mário Delgado, Carlos Barretto, Michael Blake, Jaleel Shaw, George Coligan, E.J. Strickland, Josh Ginsburg, Marcus Strickland, Jason Palmer, David Bryant, Luques Curtis, John Davis, Ohad Talmor, Dan Weiss, Matt Pavolka e Jacob Sacks, entre outros.
Em grandes formações e ainda em contexto académico experimentou diversos palcos com a “Big Band da E.S.M.A.E”, de forma mais regular na Casa da Música, no festival “Guimarães Jazz” e no “Serralves em Festa”.
Representou a Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo na “11.ª Festa do Jazz” do Teatro S. Luiz (Lisboa). Tocou também com a ”Nu Jazz Orchestra” – sob a direcção de Paulo Perfeito, e com a “Orquestra de Jazz de Matosinhos” – sob a direção de Carlos Azevedo.
Toca com várias formações principalmente da cidade Porto, mais regularmente com o grupo “Coreto Porta-Jazz” com quem já gravou dois discos, o “Mergulho” em 2014 e o “Sem Chão” em 2015, tendo ambos merecido o prémio e a crítica de melhor disco do ano em ambos os casos, e no último também o melhor grupo do ano pelo mais antigo e prestigiado programa de rádio nacional, o “5 minutos de Jazz”.
Toca regularmente no palco residente do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, assim como nos mais diversos palcos desta cidade e de outras, repertório da história do jazz, desde os tradicionais “standards” a composições contemporâneas, música original, sua e dos seus pares.
É um dos onze músicos que integra a organização da “Associação Porta- Jazz”. É professor de saxofone nas escolas de música “Bando dos Gambuzinos” (Porto), “Maiorff” (Maia) e na Academia de Música de Vilar do Paraíso.